Notícias da Beat

Petrópolis está entre os 15 municípios do Brasil selecionados para pesquisa de cobertura vacinal

today13 de outubro de 2021 12

Fundo
share close

Petrópolis está entre os 15 municípios do Brasil – único no Estado do Rio de Janeiro – selecionados pelo Ministério da Saúde (MS) para uma pesquisa sobre cobertura vacinal. O “Inquérito de Cobertura Vacinal” tem o apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e visa avaliar e estimar o esquema de vacinação de crianças nascidas nos anos de 2017 e 2018. A primeira etapa da pesquisa foi realizada no ano passado apenas nas capitais do país. Nesta nova etapa, os dados serão coletados em 15 cidades brasileiras, que têm mais de 200 mil habitantes.

Os pesquisadores irão coletar informações junto a moradores de diferentes bairros sobre as vacinas BCG, hepatite B, poliomielite, pentavalente, rotavírus humano, febre amarela, meningococo conjugada C, penumococo conjugado 10 valente, influenza, hepatite A, tríplice viral, varicela e reforço para DPT e poliomielite. O levantamento será feito por meio da análise da caderneta de vacinação das crianças desde o seu nascimento até o momento da entrevista.

“Ficamos felizes por Petrópolis ter sido selecionada para este levantamento do Ministério da Saúde. São dados importantes que serão coletados e que futuramente poderão nos ajudar a nortear as políticas públicas na cidade”, destaca o prefeito interno Hingo Hammes, lembrando que a atualização da carteira de vacinação pode ser feita na campanha de multivacinação em 15 unidades de Saúde do município. “Aproveito a oportunidade para lembrar aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes, que estamos com a campanha de multivacinação em andamento para a atualização da carteira de vacinação das crianças e adolescentes de zero a 15 anos”, cita.

“Os resultados recentes da imunização contra a covid-19 são bastante evidentes e reforçam o papel importante que as vacinas têm para a saúde da população. O mesmo vale para todas as demais vacinas. Elas são fundamentais para a proteção contra doenças. Pais e responsáveis devem estar atentos à caderneta de vacinação das crianças e adolescentes. Vacinar as crianças é um ato de amor”, frisa o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

A pesquisa do Ministério da Saúde sobre a vacinação terá início no dia 14 (quinta-feira), quando entrevistadores de uma empresa contratada para o levantamento estarão em diferentes bairros conversando com as famílias e coletando os dados. Eles irão conversar com os responsáveis pela criança e fotografar a caderneta de vacinação para identificar quais as vacinas ela recebeu. A entrevista coletará os dados de 452 crianças.

“É muito importante que as pessoas recebam os pesquisadores – que estarão indo até as casas identificados – e forneçam as informações. A partir dos resultados apurados o Ministério da Saúde poderá definir novas estratégias para melhorar o acesso à vacinação das crianças em todo país e, assim, ampliar as coberturas vacinais, o que na prática significa proteger a saúde de toda população. A participação de cada um é importante para o melhor resultado deste levantamento”, destaca Aloisio Barbosa.

Os entrevistadores estarão portando crachá de identificação e usando blusa da empresa contratada para a pesquisa, além de equipamento de proteção contra a covid-19. Em caso de dúvidas, a orientação é para que o morador entre em contato com o Ministério da Saúde pelo Disque Saúde: 136. Informações também podem ser fornecidas pela empresa contratada para a realização da pesquisa, Science, pelo 0800 025 0174 ou junto à Fiocruz, que coordena o estudo no Rio de janeiro, pelo e-mail: granado@ensp.fiocruz.br.

Fonte: Agenda Petrópolis

Written by: Rádio Beat FM

Rate it

Post anterior

Notícias da Beat

Municípios do Rio de Janeiro deixam de ter risco alto para covid-19

Pela primeira vez, desde o início do ano, nenhum município do estado do Rio tem risco alto de transmissão para a covid-19. É o que mostra a última edição do Mapa de Risco da covid-19, divulgado nesta sexta-feira (8), pela Secretaria de Estado de Saúde. E, pela sexta semana consecutiva, o estado segue com a classificação geral de baixo risco, representado pela bandeira amarela. Das nove regiões do estado, sete […]

today11 de outubro de 2021 35

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

0%