Notícias da Beat

RJ quer suspender uso de máscaras em cidades com 65% a 70% da população imunizada

today25 de outubro de 2021 26

Fundo
share close

O governo do estado do Rio de Janeiro pretende estabelecer um limite mínimo de cobertura vacinal contra a Covid-19 para que as cidades possam flexibilizar o uso de máscara de proteção facial.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, a ideia entre 65% e 70% da população esteja completamente imunizada, com dose única ou duas doses, para suspender o uso da proteção em locais abertos. “Somente os municípios que atingirem aquele patamar vão poder legislar sobre a utilização da máscara. Nos que não atingirem esse patamar, a utilização da máscara, mesmo em ambiente aberto, será obrigatória”, explicou Chieppe.

No entanto, para acontecer a flexibilização, será necessário alterar a legislação em vigor. É que uma lei estadual obriga o uso da proteção. A questão das máscaras já está na pauta de discussão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) de terça-feira (26).

“Em se modificando a lei, a tendência da Secretaria é estabelecer um patamar mínimo. Aqueles que atingirem esse patamar vão poder adotar a flexibilização”, explica o secretário.

Segundo Chieppe, isso é possível por causa da situação atual da pandemia no estado. A última edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada na sexta-feira (22), mostrou uma redução de 47% nas internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave e de 50% no número de óbitos provocados pela doença, as maiores quedas desde o início do levantamento. Todas as regiões do território fluminense permanecem em baixo risco de contaminação, na bandeira amarela.

Fonte: CNN Brasil

Written by: Rádio Beat FM

Rate it

Post anterior

Notícias da Beat

Aposentados e pensionistas recebem mais de R$ 1 bilhão em atrasados do INSS

O INSS paga um bilhão, 359 milhões de reais em valores atrasados a beneficiários. O total é a soma das ações que aposentados, pensionistas e outros segurados Instituto Nacional do Seguro Social venceram na Justiça em setembro. Ao todo, serão pagos benefícios atrasados até R$ 66 mil a 92.639 beneficiários, que somam 73.153 processos previdenciários e assistenciais, como de revisões e concessão de aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte e Benefício […]

today22 de outubro de 2021 66

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

0%