Notícias da Beat

Ministro Alexandre de Moraes revoga prisão do deputado Daniel Silveira

today9 de novembro de 2021 17

Fundo
share close

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, revogou a prisão do deputado federal Daniel Silveira, detido em flagrante, em fevereiro deste ano, após a divulgação de um vídeo em que ele ameaça ministros do STF e ataca as instituições do país.

Em substituição à prisão, o ministro Alexandre de Moraes definiu duas medidas cautelares: Daniel Silveira fica proibido de fazer contato com demais investigados no Inquérito das Fake News, salvo parlamentares federais; e fica proibido de usar qualquer rede social, em nome próprio ou por intermédio de terceiros.

Daniel Silveira foi detido pela primeira vez em fevereiro, quando divulgou a gravação com ataques aos ministros do STF. Mas após ele cumprir um mês em regime fechado, a pena pôde ser substituída por prisão domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica.

No entanto, em junho, após mais de 30 violações ao monitoramento eletrônico e por falta do pagamento de fiança de 100 mil reais, a prisão foi restabelecida.

Na decisão desta segunda-feira, Moraes destaca que “o descumprimento injustificado de quaisquer dessas medidas ensejará, natural e imediatamente, o restabelecimento da ordem de prisão”.

Fonte: Agência Brasil

Written by: Rádio Beat FM

Rate it

Post anterior

Notícias da Beat

MPT abre ação contra Uber, 99, Rappi e Lalamove por fraude trabalhista

O Ministério Público do Trabalho acionou a justiça, nesta segunda-feira (08), contra quatro empresas de trabalho por aplicativos por fraude nas relações trabalhistas. As ações foram protocoladas pela Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo, e têm âmbito nacional. Os alvos do Ministério Público do Trabalho são as empresas 99, Uber, Rappi e Lalamove. O MPT espera que a Justiça reconheça que os motoristas e entregadores de […]

today9 de novembro de 2021 25

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

0%