Notícias da Beat

Pela primeira vez em 2022, estado do Rio tem regiões com bandeira vermelha para Covid-19

today31 de janeiro de 2022 136

Fundo
share close

Pela primeira vez em 2022, o estado do Rio de Janeiro volta a ter regiões em bandeira vermelha, ou seja, com risco alto de transmissão para a Covid-19. São elas o Noroeste e a Baía da Ilha Grande, que juntas somam 17 cidades.

A informação consta na última edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada pelo Governo do Estado na sexta-feira (28), que também mostra que o estado, de uma forma geral, está em bandeira laranja, com risco moderado de transmissão.

Na edição passada do Mapa, divulgada no dia 21 de janeiro, a situação era mais tranquila. O estado do Rio estava, predominantemente, em bandeira amarela, que significa risco baixo de transmissão, e não havia região em bandeira vermelha.

A Baía da Ilha Grande corresponde aos municípios de Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba, áreas turísticas que recebem muitos visitantes da capital fluminense e, principalmente, de São Paulo. Já o Noroeste compreende 14 municípios.

Durante a semana, o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, já tinha alertado para uma interiorização da Ômicron. “Há uma tendência de estabilidade (na Região Metropolitana), que a gente precise de mais alguns dias para caracterizar isso melhor. Agora, certamente, vai haver uma interiorização da transmissão”, disse o secretário na ocasião.

Das nove regiões do estado do Rio de Janeiro, sete estão em risco moderado (bandeira laranja) para a Covid-19: Baixada Litorânea, Centro Sul, Médio Paraíba, Norte, Serrana e as Metropolitanas I e II. Os especialistas analisaram os resultados da terceira semana epidemiológica do ano, entre 16 e 22 de janeiro, com a primeira, de 2 a 8 de janeiro.

Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

A apuração desses resultados é usada para que os gestores públicos sejam auxiliados na tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada localidade.

Apesar do número de casos em janeiro de 2022 ser 181% maior que o registrado no mesmo período de 2021, o número de internações é 78,9% menor. E o número de óbitos, caiu 1.078% na mesma comparação.

Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo). Os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada localidade.

Fonte: Diário de Petrópolis

Written by: Rádio Beat FM

Rate it

Post anterior

Notícias da Beat

Anvisa recebe primeiro pedido de registro para autoteste de covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta segunda-feira (31), o primeiro pedido de registro de autoteste para detecção de covid-19 no país. A solicitação foi feita pela empresa brasileira Okay Technology Comércio do Brasil Ltda para autoteste importado, que utiliza coleta de swab nasal para a obtenção do resultado. Entenda A resolução que autoriza o uso e a comercialização de autotestes para detecção de covid-19 foi publicada na […]

today31 de janeiro de 2022 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


PROMOÇÃO DA BEAT
BAIXE O APLICATIVO DA BEAT

BAIXE O APP DA BEAT FM

0%