Notícias da Beat

Número de mortos em Petrópolis já passa de 100; buscas continuam

today17 de fevereiro de 2022 68

Fundo
share close

A tragédia que atingiu Petrópolis, na Região Serrana do Rio, na tarde de terça-feira (15), bateu a triste marca de 104 mortos na madrugada desta quinta-feira. A forte chuva que caiu na cidade causou ao menos 171 pontos de deslizamento, sendo o mais crítico o Morro da Oficina – parte da encosta foi abaixo durante a tarde e pelo menos 80 casas foram atingidas. O município decretou Estado de Calamidade Pública e os militares seguem trabalhando. Há previsão de mais chuva para esta quinta-feira.

Após as fortes chuvas que caíram no município, a região central ficou completamente destruída. O temporal concentrou 259 milímetros de chuva em apenas seis horas, pouco mais do que era esperado para todo o mês de fevereiro inteiro. A maior incidência de deslizamento ocorreu nos bairros do Centro, Quitandinha, Caxambu, Alto da Serra e Castelânea.

Por conta do alto número de vítimas, o Instituto Médico Legal (IML) está usando um caminhão frigorífico para transportar e armazenar os corpos. Diversos familiares se concentram próximos ao local para a identificação das vítimas. Ainda não há informações sobre o número de desaparecidos.

A tragédia se repete

No dia 11 de janeiro de 2011, a região serrana do Rio foi palco da maior catástrofe climática do Brasil. De acordo com os dados do Ministério Público, 918 pessoas morreram, 30 mil ficaram desabrigadas e ao menos 99 vítimas seguem desaparecidas até hoje, após um temporal sem precedentes atingir cidades como Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. A chuva provocou avalanches de lama e muitas casas desabaram sob a força das águas carregadas de terra e entulho.

Na época do desastre, cerca de 850 mil toneladas de lama e entulho foram retiradas das ruas das cidades. Nos dez anos da tragédia, o governador Cláudio Castro decretou luto oficial e transferiu a sede do governo do estado para a Região Serrana. Em janeiro do ano passado, foi feita a promessa de investir mais de R$ 500 milhões em contenções de encostas, limpeza de rios e obras de infraestrutura em Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Areal.

Fonte: O Dia

Written by: Rádio Beat FM

Rate it

Post anterior

Notícias da Beat

Claudio Castro percorreu áreas atingidas e diz que ainda não há como mensurar a dimensão da tragédia

Após percorrer áreas atingidas pelas chuvas em Petrópolis, o governador Cláudio Castro, em entrevista coletiva à imprensa, destacou a importância da união de forças entre município e Estado e lembrou que 910 agentes do Estado atuam na cidade: 500 bombeiros, 200 policiais civis e 210 policiais militares. “Deslocamos nove helicópteros e 190 equipamentos: entre maquinário, caminhões e retroescavadeiras. A Secretaria de Estado de Saúde enviou dois caminhões de medicamentos, como […]

today17 de fevereiro de 2022 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


PROMOÇÃO DA BEAT
BAIXE O APLICATIVO DA BEAT

BAIXE O APP DA BEAT FM

0%